As dez habilidades mais procuradas pelas empresas

Uma pesquisa realizada pela Universidade Braz Cubas ouviu dezenas de empresas de médio e grande porte nos últimos dois anos.  Esse estudo conseguiu definir quais são as habilidades e as competências mais desejadas no mercado de trabalho.

Das 40 características propostas inicialmente, essas empresas, que juntas empregam mais de 20 mil pessoas, escolheram dez. Elas foram ranqueadas segundo as expectativas do mercado atual.

Abaixo, conheça as principais habilidades e competências.


1 - Solução de problemas (pequenos ou complexos) 

Ao longo da vida, não só profissional, nos deparamos com diversos problemas de proporções distintas. Apesar de a solução de um problema estar intuitivamente ligada à matemática, algumas questões vão além dos números. Quem gerencia equipes, por exemplo, precisa lidar com relações interpessoais que nem sempre estão estritamente ligadas a questões racionais.

Pensamento analítico, pensamento lateral e raciocínio lógico são habilidades relacionadas à capacidade de acabar com pendengas.


2 - Trabalho em grupo

Poucos são os profissionais que trabalham sozinhos. Mesmo os mais isolados precisam de algum tipo de interação com outros seres humanos.  Boas equipes sempre são bem “azeitadas”.

3 - Facilidade de Comunicação

A importância da comunicação em nosso século não poderia ficar de fora desta lista. Com a informação correndo depressa e precisando cada vez mais de clareza e veracidade, até as escolas já começam a investir nesta habilidade.

4 - Pensamento crítico 

Fundamental para evitar crises e desenvolver positivamente uma marca, o pensamento crítico foi considerado de grande importância. Essa tendência mostra que as empresas passaram a ouvir a opinião de seus colaboradores e estão deixando de lado o “vestir a camisa” cegamente.

5 - Criatividade

Criatividade e inovação foram provavelmente as palavras mais usadas nos últimos anos.  Elas já entraram no cotidiano de todas as profissões. Não se iluda por ela aparecer na quinta posição --existem prêmios de R$ 20 mil para TCCs mais criativos e até “fábrica de criatividade”.

6 - Iniciativa

Ser estático não é um bom sinal para as empresas. Não ter iniciativa pode passar a ideia de apatia e acomodação. Se criatividade foi usada à exaustão, dificilmente você encontrará uma vaga de emprego que não tenha a proatividade como uma de suas exigências.

7 - Instrução (conhecimento técnico)

É necessário conhecimento técnico para realizar determinadas tarefas. Há casos em que você precisa de um médico, em outros, de um engenheiro. Chamar a pessoa certa para realizar a tarefa adequada ao conhecimento previamente adquirido é uma das maneiras mais eficientes de alcançar sucesso em projetos.

8 – Liderança

Mesmo quem não está em posição de liderança deve se preparar para assumir o papel de líder ou simplesmente para saber do que se trata. Portanto, se prepare para isso. Existem cursos on-line gratuitos  para quem precisa conhecer os fundamentos enquanto se prepara para a oportunidade.

9 - Inteligência emocional

A inteligência emocional é importante em todas as situações da vida, mas é especialmente útil dentro do ambiente corporativo, lugar onde embates de ego e mal-entendidos são frequentes. Esse tipo de capacidade evita climão e desafeto entre colegas, subordinados e chefes.

10 - Capacidade de negociação

Saber negociar não é só conseguir o melhor preço no Mercadão. A arte da negociação é isso e mais do que isso. Barganhar vantagens e convencer outras pessoas de suas necessidades faz  diferença na maior parte das relações sociais. Não há desculpa para não aprender alguns truques: é possível fazer isso assistindo a filmes.



Fonte: Catraca Livre

Comentários

Postagens mais visitadas