segunda-feira, 1 de agosto de 2016

5 Dicas para fazer uma escova de salão

Pontas bagunçadas, fios arrepiados, nós por todos os lados, franja esquisita e mais todo o tipo de atropelos visuais somem num segundo graças ao secador. Basta saber usá-lo e ter paciência. Mas os conselhos de um expert também fazem a diferença. 

1. Lave os fios

Se o cabelo amanheceu ou anoiteceu horroroso, a primeira coisa a fazer é correr para o chuveiro. Lave com seu xampu e condicionador favoritos e, ainda no banho, desembarace os fios. Tire todo o condicionador e, se a crise for causada pelo volume de arapuca, aproveite para passar um leave-in (aqueles cremes que dispensam o enxágüe) só no comprimento.

2. Retire a umidade


Caso não pretenda passar horas frente do espelho segurando o secador, o jeito é tirar o excesso de umidade com a toalha. No entanto, esqueça aquela ideia de esfregar a dita-cuja na cabeça. Basta pressionar, com cuidado, ensina o cabeleireiro Cleber. Terminando, passe um pente de dentes largos para manter os fios soltos e sem nós.

3. Fuja dos Erros


Só para garantir, você está proibida de: torcer os fios (eles não são a sua toalha de banho); esfregar a toalha na cabeça e deixar aquele famoso restinho de condicionador. Isso tudo só enfraquece o cabelo, que quebra mais fácil, explica o cabeleireiro Cleber.

4. Use termo-ativos confiáveis


Sabe os famosos cosméticos termoativados, que prometem dar vida ao cabelo com a ajuda do secador? Então, nem sempre o milagre acontece. Os impostores estão por toda a parte e, para evitar surpresas, dê uma conferida na textura do produto que você compra. Cleber indica os de consistência suave, assim o cabelo não perde o brilho natural. (aprenda a retocar em casa sua tintura)

5. Escola uma boa escova

Agora que a faxina está terminada e boa parte do mau humor já desceu pelo ralo do banheiro, é hora de partir para a escova em si. O primeiro passo? A escolha de uma boa escova, óbvio. As melhores têm cerdas de javali, mais macias, diz Cleber. Já as de nylon são recomendadas para mulheres de cabelo grosso. O tipo de fio, liso ou encaracolado, também interfere na decisão. Os lisos pedem uma escova térmica para modelar melhor a ponta, e os encaracolados exigem uma escova mista (de cerâmica, com íons e cerdas) para alisar e modelar.



(Fonte: Minha Vida)