quarta-feira, 27 de julho de 2016

Os 9 erros mais comuns na hora de falar inglês

Mesmo se você fala inglês fluentemente, ninguém pode garantir que você jamais cairá numa destas pegadinhas.

Todos nós estamos tão acostumados às regras do nosso idioma materno que às vezes, de forma automática, as aplicamos a outras línguas. No entanto, as gramáticas dos idiomas têm diferenças que precisam ser levadas em consideração. O resultado disso é que podemos cometer erros engraçados, bobos e até mesmo perigosos.

1. I feel myself («Me sinto»)

Incorreto: I feel myself fine today.
Correto: I feel fine today.
Em inglês, após o verbo feel («sentir») não se coloca o pronome reflexivo myself («me») — quem é fluente no idioma entende que você está falando do seu bem estar. Deve-se dizer simplesmente: I feel well \ I feel sick \ I feel happy. Para os nativos de países anglo-saxônicos, «I feel myself» soa muito... estranho. Eles irão pensar que você está falando de um contato físico com você mesmo ou sobre como você percebe seu próprio corpo ao tocá-lo.

2. Enough («Suficiente»)

Incorreto: She spoke English enough well to get the job.
Correto: She spoke English well enough to get the job.
Em inglês, a ordem correta das palavras é muito importante. A partir da posição na palavra enough numa frase, pode-se determinar se ela está exercendo função de advérbio, adjetivo ou substantivo.
Quando enough é um advérbio ou adjetivo, deve vir após o verbo:
Do you think he’s old enough to watch that movie?
— We’ve done enough today.
Old («adulto») — adjetivo, today («hoje») — advérbio.
Se enough tiver função de substantivo, deve vir antes do verbo.
We had enough money to buy a ticket.

3. Scientist, scholar («Cientista, estudioso, pesquisador»)

Incorreto: Scientists study history so that humanity can learn from the past.
Correto: Scholars study history so that humanity can learn from the past.
Ambas as palavras, tanto scientist como scholar, podem ser traduzidas como ’cientista’ e seus sinônimos. Mas têm diferentes usos. Scientist é um conhecedor de ciências exatas (química, física, matemática, biologia) ou sociais (psicologia, sociologia, política). Scholar é um expert em determinada área. Alguém que conhece bem o seu campo de estudo, pois é justamente isso o que faz: estuda. Scholar é um especialista em áreas como arte, história ou idiomas. Por isso, quando um estudante ganha uma bolsa de estudos, diz-se que ele recebeu uma scholarship. Outra diferença é que, para estudar, o scientist, faz uso de métodos científicos: estabelece hipóteses, realiza experiências e tira conclusões. Já para o scholar, de forma geral, não precisa necessariamente seguir os mesmos passos.

4. Preposições

Incorreto: I was waiting David on the theater.
Correto: I was waiting for David at the theater.
Frequentemente, no estudo do inglês, os alunos confundem as preposições, ou simplesmente as omitem. Às vezes, acreditamos que, usando a mesma preposição utilizada em nosso idioma materno (a tendência é pensarmos como em português, ’esperar alguém’), iremos dizer as frases corretamente em inglês. Mas nem sempre é assim. Para não se confundir, aprenda as expressões mais comuns nas quais a preposição está estreitamente ligada ao verbo.
Depends on — «depende de».
Tired of — «cansado de».
To divide into — «dividir em».
Em muitos casos do inglês precisamos colocar a preposição numa parte da frase totalmente diferente de como faríamos em português:
To listen to someone/music — «ouvir alguém / ouvir música» — e não to listen music, como pensaríamos em português.
As preposições podem ser divididas em várias categorias. Assim, você descobre mais rapidamente qual delas deve usar e quando:
Superfícies (mesas, paredes, pisos, tabuleiros, telhado, estantes): on.
— Por exemplo: on the roof, on the table.
Tecnologias (computador, televisão, rádio, tela, DVD, disco rígido, CD): on.
On this DVD.
Transporte público (trem, ônibus, metrô, avião, barco, balsa): on.
On the bus, on the ship.
Dentro um objeto físico/estrutura (livro, bolso, gaveta): in.
In his pocket, in a box.
Lugares (escritório, estádio, loja, supermercado, estação, teatro, parque): at / in — In the street, at the station.

5. How and What («Como» e «O que»)

Incorreto: How do you call this in English?
Correto: What do you call this in English?
Estamos acostumados a perguntar em português «Como se diz...?» e, às vezes, queremos começar a mesma frase em inglês com how. Mas é preciso ter em mente que, em inglês, a mesma pergunta deve começar com what.

6. City

Incorreto: I am from Barcelona city.
Correto: I am from Barcelona / the city of Barcelona.
Na maioria das vezes, se diz apenas o nome da cidade (Nova York, Moscou, Londres), sem adicionar o termo ’cidade’. Mas, caso você queira destacar que é precisamente uma cidade e não outra coisa qualquer, use a construção the city of.
Por exemplo: the city of London, the city of Boston, the city of Madrid.
Em poucas ocasiões, a palavra ’cidade’ faz parte no nome geográfico: New York City, Salt Lake City, Mexico City. Em alguns casos, esta estrutura dá a entender que está se referindo precisamente àquela determinada cidade, não a outro local de mesmo nome:
— I grew up in a small town in the state of New York, but now I live in New York City.
— I visited Salt Lake City this summer.

7. Plural and Singular
(Singular e plural)

Incorreto: The professor gave us several useful advices for our researches.
Correto: The professor gave us several useful words of advice for our research projects.
Tanto em inglês quanto em português, há palavras contáveis (cadeira, maçã, copo, etc.) e incontáveis, aqueles com as quais não se pode usar nenhum sistema métrico (água, tempo, arroz). Porém muitas vezes os substantivos contáveis em inglês tornam-se incontáveis.
Por exemplo:
Advice, research, knowledge, accommodation, news.
Se quiser usar os substantivos incontáveis no plural, acompanhe-os com palavras adicionais, como: piece, glass, chunk.
Por exemplo:
— I’ll have three glasses of lemonade, please.
Algumas expressões idiomáticas em inglês só devem ser usadas no singular:
— Correto: Thank God, we have each other.
— Incorreto: Thanks Gods
— Correto: No problem!
— Incorreto: No problems!
— Correto: We have no comment about the case.
— Incorreto: No comments.

8. Say and Tell

Incorreto: Can you say me how to tell this in English?
Correto: Can you tell me how to say this in English?
Se usa o say quando a intenção é reproduzir as palavras de outra pessoa.Tell é usado quando há a intenção de pedir algo, perguntar ou informar a respeito de alguma coisa. O verbo tell vai acompanhado por um objeto direto: 
tell us/him/her/the audience.
— At lunch John told his coworkers about his business trip to China.
— John said that the business trip to China went very well.
Memorize estas expressões:
Say yes or no, a few words, something.
Tell a story, a lie, a secret, a joke, the truth.

9. Do and Make

Incorreto: I think I did a mistake.
Correto: I think I made a mistake.
Ambos os verbos do e make são traduzidos como ’fazer’, mas com significados diferentes entre si.
Do é usado para atividades cotidianas ou trabalhos cujo resultado será algo não material, impossível de tocar:
— Do homework, do the dishes, do the laundry, do a job, do the shopping.
"Do" é usado para generalizar, não para especificar. Muitas vezes, o verbo vem acompanhado pelas palavras something, nothing, anything, everything:
— He has done nothing all day.
— She would do anything for her Mom.
— Is there something I can do for you?
Make deve ser usado para falar da criação de algo material e tangível:
 Make food, make a cup of tea, make clothes, make a mess.
Mas há diversas exceções que você precisa memorizar:
— Make money, do someone a favor, do business, make a decision, do good, make a plan.



(Fonte: Incriel.club)

Nenhum comentário:

Postar um comentário