quinta-feira, 7 de julho de 2016

5 habilidades essenciais para ser um freelancer bem sucedido

Saiba quais são as principais habilidades que podem te destacar como profissional freelance

A verdade é que nunca foi tão fácil ser um freelancer. Graças à internet, à tecnologia e a plataformas como a Workana, que se encarregam de dar segurança e confiança a clientes e profissionais, cada vez mais pessoas apostam em saltar para o mundo freelance e trabalhar como profissionais independentes online.

Ainda que isso crie muitas oportunidades, também gera concorrência e exigência. É por isso que, para que o freelancing se converta em um estilo de vida perdurável no tempo e rentável a longo prazo, há certas habilidades essenciais que todo freelancer deveria desenvolver.

As 5 habilidades que todo freelancer deveria ter

Saber reconhecer as oportunidades
O profissional freelance vive do seu trabalho, e para isso é fundamental buscar oportunidades, saber reconhecê-las e se especializar em pelo menos uma área específica de trabalho. Trate de ser um freelancer ativo, busque e aplique, retome o contato com antigos clientes, tome a iniciativa e detecte vazios que você possa preencher com o seu trabalho, aprenda continuamente, revise as últimas tendências, seja profissional e, definitivamente, ative seu olhar crítico, porque isso o ajudará a reconhecer as oportunidades.

Seja um excelente comunicador
Um bom freelancer sempre se comunica e o faz de forma clara, direta e concisa. Além disso, sempre escuta os seus clientes e tem a habilidade de saber aplicar o feedback quando as críticas são construtivas.

Por isso, comunique-se sempre de maneira fluída com os seus clientes, não dê nada por garantido sem esclarecer todas as suas dúvidas, consultas ou abordagens que são necessárias para poder se envolver no projeto. Quanto mais claro você for, melhores serão os resultados, porque a falta de comunicação conduz à confusão, o caos e a insatisfação dos clientes.

A arte de saber se colocar um preço
Colocar um preço em seu trabalho é um dos principais desafios de muitos freelancers: um preço muito alto pode fazer você perder o trabalho, e um preço muito baixo pode levar o cliente a pensar que você se desvaloriza.

Nestes casos, há algo muito útil que você pode fazer: negocie o preço baseando-se no valor que você proporciona aos seus clientes. Quer dizer, quanto valor o seu trabalho acrescenta ao negócio dos seus clientes? Quanto impacto as suas tarefas causam? Como os clientes valorizam os seus serviços? Você está ajudando a fazer o negócio crescer? Responda estas perguntas e terá uma ideia de quanto vale o seu trabalho.

Saber quando dizer “não”
Muitos profissionais acreditam que dizer “não” é uma debilidade, um sintoma de fraqueza ou uma falta de profissionalismo. Mas, é exatamente o contrário. E para ser um freelancer bem sucedido, é preciso saber quando dizer “não”, seja por questões de prazos de entrega, de dinheiro ou de experiência na tarefa a desenvolver.

Aceite somente aquelas tarefas para as quais se sinta preparado e possa entregar um excelente resultado, nunca se sobrecarregue de trabalho por medo de perder um cliente (lembre-se do ponto 2: o importante é saber se comunicar!), e não se veja na obrigação de aceitar um projeto por um preço inferior ao que você acredita que merece.

Aprender a gerenciar o seu tempo
Ser freelancer e trabalhar em casa pode levar à improdutividade se uma pessoa não começar a se impor limites. A vida do profissional freelance está cheia de distrações e só depende de você eliminá-las e começar a trabalhar para aumentar sua produtividade. Essa é precisamente uma das maiores habilidades do profissional freelance: saber administrar o tempo para não fazer menos do que poderia estar fazendo.

Uma boa maneira de fazer isso é organizando o seu dia em plataformas como o Asana, calculando o tempo que você realmente passa trabalhando graças a programas como o Rescue Time, ou usando um pomodoro para aumentar a sua produtividade.



(Fonte: Rede Catraca / Workana Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário