segunda-feira, 18 de julho de 2016

10 passos para se adaptar a qualquer trabalho

É possível abandonar o medo da mudança e adotar uma postura mais adequada às transformações. Confira o passo a passo  


1. ACEITE A MUDANÇA 

Vivemos constantes transformações no mercado de trabalho, que incluem crises cíclicas. “É preciso tomar as transições como verdades e esperar por elas”, diz Fabricio Velasco, da Hays, empresa de recrutamento de executivos, de São Paulo. Lembre que todos, assim como você, precisam se adaptar. É uma questão de sobrevivência.

2. SEJA O PROTAGONISTA

Descubra se você tende a buscar estabilidade e conformidade, pois essa tendência é típica dos profissionais céticos, que agem como vítimas das mudanças. Tente ver as transformações como oportunidades de crescimento. Entenda que as novas demandas podem ajudá-lo a tomar decisões que vão beneficiar sua evolução.  

3. ATUE COM EQUILÍBRIO

Mudar não implica criar algo inédito ou abandonar qualidades, mas ser ágil para se ajustar. “É preciso criar raízes que sustentem a tomada de decisões em novos ambientes e, ao mesmo tempo, criar asas que permitam ousar”, diz Betania Tanure, especialista em gestão de carreira.

4. BUSQUE APRENDIZADO

Procure aprender algo novo todos os dias ou, pelo menos, constantemente. Há vantagens em adotar outros padrões e tecnologias criados para facilitar o trabalho. O que você precisa fazer é separar um tempo para investigá-los.

5. CONHEÇA GENTE

Vale fazer um esforço para conhecer pessoas novas, que possam contribuir com opiniões relevantes sobre o modo de encarar o trabalho. Participe de diferentes grupos e seja ativo nos debates. “Convém estudar os objetivos das discussões e preparar ideias e propostas convincentes”, diz Luiz Edmundo Rosa, da ABRH, de São Paulo.

6. DESAPEGUE DO PASSADO

Sempre que possível, jogue fora, doe ou venda tudo aquilo que algum dia foi bom, mas que hoje pode ser substituído por algo melhor. O mesmo vale para as metas: se as demandas mudaram, é preciso largar os planos que não fazem mais sentido e reformulá-los. Se a insatisfação com o trabalho atual estiver muito alta, leve esse raciocínio para o limite e pense em como poderia romper com o que está ruim — e em como deveria se transformar para encontrar satisfação.

7. ATUALIZE-SE

Em um contexto de mudanças, é necessário estar por dentro dos acontecimentos: frequente eventos em sua área, faça cursos, converse com as pessoas a seu redor, líderes inclusive. Outro conselho é ler muito, até sobre temas fora de seu escopo — isso ajuda a ter ideias e a entender como pessoas diferentes lidam com mudanças. 

8. PEÇA CONSELHOS

Faça uma análise de suas qualidades e pontos de melhoria. Pessoas de confiança podem ajudá-lo a se enxergar melhor. Os profissionais ficam presos às próprias verdades, quando deveriam pedir conselhos a outros executivos. 

9. SEJA OTIMISTA

Não encare as novidades como modismos carregados de conotações negativas. “Só é possível inovar se a mente está aberta”, diz Patrícia Cotton, especialista em gestão de mudanças, do Rio de Janeiro. Em vez de simplesmente criticar, pense sobre soluções melhores. 

10. APROVEITE O MOMENTO

Crises são oportunidades para aprender, mostrar serviço e aparecer. Relaxe e tente se divertir. “Cabe montar um plano de ação para tirar projetos profissionais ou pessoais do papel”, diz Nathalie Trutmann, consultora-chefe na Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap). 



(Fonte: Exame)

Nenhum comentário:

Postar um comentário