sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Site avalia se o desconto anunciado na Black Friday é verdadeiro


Para ajudar consumidores na hora das compras da Black Friday, um grupo de jovens brasileiros resolveu criar um site que rastreia os preços dos produtos nos últimos 15 dias para averiguar se os descontos anunciados são realmente de verdade.

Batizado de Black Fraude, basta que o usuário cole o link do que deseja comprar no espaço indicado para que o site mostre os preços mínimo, médio e máximo que esse produto teve durante esse período de tempo. Dessa forma é possível saber se o que está comprando foi ou não anunciado com um desconto que não existe.

O site também apresenta um formulário online, para que o consumidor possa fazer a sua denúncia em casos de fraude. O objetivo é fazer um ranking com os produtos e lojas que mais receberam reclamações, mas o grupo não pretende encaminhar essas denúncias aos órgãos competentes.

Quem quiser oficializar a sua denúncia pode usar os canais de atendimento que o Procon-SP deixou abertos justamente para essa data.

Fonte

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Saiba qual o perfil dos alunos do curso de Informática IM suas chances n...


Saiba qual o perfil dos alunos do curso de Informática IM e quais suas chances no mercado de trabalho. A cada dia que passa, a informática vem adquirindo cada vez mais relevância na vida das pessoas e nas empresas. Sua utilização já é vista como instrumento de aprendizagem e sua ação no meio social vêm aumentando de forma rápida entre as pessoas. Cresce o número de famílias que possuem em suas residências um computador.http://www.institutomix.com.br/

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Formol é forte o suficiente para alternar o DNA celular e causar câncer



Nos quatro cantos do Brasil, o efeito liso do cabelo virou moda, mas o que muitas mulheres não sabem é que o formol — substância usada na escova progressiva para alisar os fios — é cancerígeno e proibido no País para alisar os fios. O reagente químico altera o DNA.

O formol é um produto químico forte o suficiente para alternar o DNA celular e causar câncer. O risco da doença é proporcional a frequência com que a pessoa entra em contato com o produto. Isso significa que quanto mais vezes o formol for utilizado, maiores são as chances do tumor.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o formol está relacionado ao aparecimento de tumores na região das vias aéreas, como nariz, boca, faringe, laringe e traqueia. Neste caso, o aparecimento da doença não é imediato, mas pode surgir após anos de uso do produto.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) permite apenas 0,2% de formol em produtos de beleza, mas não para fim de alisamento. Esta dose de formol é apenas para conservar o produto e evitar bactérias.

Além do câncer, o formol causa diversas reações alérgicas e doenças dermatológicas, como dermatite. Por isso, é importante procurar o médico caso ocorra qualquer alteração no coro cabeludo.

Não dá para tratar as reações da progressiva com “fórmulas” que as pessoas ouvem pelas ruas. É preciso buscar um dermatologista para ele avaliar o caso e fazer o tratamento de acordo com a reação do produto químico

Para saber a quantidade aproximada de formol do produto que o cabeleireiro oferece, o Inca (Instituto Nacional do Câncer) disponibiliza uma tabela que relaciona alguns sintomas com a concentração da substância cancerígena.

O risco do formol para a saúde não se restringe apenas a quem alisa o cabelo, mas agride também o profissional que trabalha com o produto. A inalação do formol aquecido é o vilão do procedimento.

O profissional aspira a fumaça do formol muito mais do que o cliente no alisamento, podendo desencadear asma, bronquite e até câncer. A máscara cirúrgica não impede com o formol. A máscara é inútil. Seria preciso uma super máscara para evitar o contato da química com o organismo.

Para preservar a saúde e afastar o risco de câncer, os dermatologistas são enfáticos: mulheres que querem ter o cabelo liso devem buscar outras alternativas de alisamento sem o formol. A mensagem também deve ficar clara para o cabeleireiro que, muitas vezes, insiste para a realização da escova progressiva ‘fraquinha’.

Fique atento quando for escolher o profissional que vai realizar o procedimento, certifique-se que ele tem capacitação na área.

Conheça nosso curso de Cabeleireiro Profissional e Avançado

Fonte: Combate ao Câncer