sexta-feira, 15 de junho de 2018

Como fazer Pipoca de Cinema em Casa

Com apenas 4 ingredientes aprenda a fazer a melhor receita de pipoca de cinema. Sem corante, sem aromatizando e com manteiga de verdade.



Tem coisa melhor do que ir no cinema e comer aquela pipoca quentinha e amanteigada? E já pensou em fazer você mesmo em casa e poder curtir um filmezinho ou até mesmo a copa do mundo com os amigos e família! Então fique de olho nessa receitinha simples que separamos pra você.


A primeira coisa que você precisa saber, é que a pipoca de cinema não é feita com manteiga. As sementes de milho são cozidas em óleo vegetal (geralmente girassol ou canola) e polvilhadas com uma mistura de sal, saborizantes de manteiga e corantes amarelo.
Algo que você precisa ter em mente é que a coloração de amarela  da pipoca de cinema não pertence à pipoca, então, sua pipoca de cinema feita em casa não vai ter aquela cor amarela quente que a pipoca de cinema tem!
Outro ponto importante, a melhor gordura para fazer pipoca de cinema não é a manteiga. O óleo de girassol foi o escolhido dessa receita para estourar pipocas.


Mas então, onde entra a manteiga? Derrame metade da manteiga, sacuda bem para espalhar por toda a pipoca, e, em seguida, despeje o restante da manteiga derretida para obter uma cobertura mais uniforme.



Tempere a pipoca enquanto ela ainda estiver quente. O vapor dos grãos recém-estourados e a manteiga derretida ajudam a selar o sal à pipoca. 

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Seleção IM



A hora de se profissionalizar é agora! No mês da copa do mundo no Instituto Mix, se matriculando em qualquer curso, você GANHA um curso de INGLÊS e um exclusivo KIT TORCEDOR! Fique ligado nas nossas mídias sociais e acompanhe a Seleção IM, com descontos e brindes exclusivos para esta copa do mundo.
A Copa do Mundo FIFA de 2018 ou Campeonato Mundial de Futebol FIFA é a vigésima primeira edição deste evento esportivo, um torneio internacional de futebol masculino organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), que ocorrerá na Rússia, anfitriã da competição pela primeira vez. Com onze cidades-sede, o campeonato será disputado entre 14 de junho e 15 de julho. A edição de 2018 será a primeira realizada no Leste Europeu e a décima primeira realizada na Europa, depois de a Alemanha ter sediado o torneio pela última vez no continente em 2006.

Verifique as escolas participantes em Instituto Mix!

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Unhas de acrigel, gel e fibra de vidro, entenda as diferenças

As unhas postiças já existem no Brasil há mais de 20 anos. As modas vão e vêm ao longo do tempo, e é natural que as unhas postiças também tenham passado por algumas adaptações. A mudança mais positiva é que, hoje, o preço do produto está mais acessível.

As unhas postiças estão cada vez mais lindas e profissionais. Atualmente, o mercado oferece uma grande variedade de opções para poder contemplar clientes com estilos, gostos e características diferentes.
Você sabe como escolher a unha postiça ideal? confira as diferenças entre unhas de gel, acrigel e fibra e saiba qual se adapta mais para você.

Acrigel




É a “mistura” entre as técnicas das unhas de Porcelana e das unhas de Gel. Elas são moldadas diretamente sob a unha natural, alongadas com tips e estruturadas com gel e pó acrílico. O pó acrílico é aplicado sob o gel seco ou molhado para reforçar a unhas. A manunteção delas deve ser feita em uma média de 20 a 25 dias, ou de acordo com o crescimento das suas unhas naturais.  A vantagem delas é a naturalidade e a durabilidade, é indicada para quem quer a união entre a durabilidade das unhas de porcelana com a naturalidade das unhas de gel, ou seja, a união perfeita entre porcelana + gel.

Gel




É feita com extensores de unhas fixados com o uso de Gel Ultra violeta, que seca quando é exposto á luz ultravioleta, a técnica foi desenvolvida a parti dos produtos usados nas unhas de porcelana e podemos dizer que é um tipo de evolução das unhas de porcelana, a principal vantagem dela, como já falei no tópico anterior, é a naturalidade, ela deixa a superfície da unha lisa e com aspecto natural. A manutenção também deve ser feita entre 20 a 25 dias ou dependendo do crescimento das unhas naturais.

Fibra de Vidro 




É a mais nova no mercado, diferente das outras o alongamento é de 15 e 15 dias e quanto mais tempo de uso, menor é o período entre uma manutenção e outra. A vantagem delas é que além da naturalidade elas também podem ser usadas somente para o FORTALECIMENTO das unhas.


Fonte: Mundo Feminino

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Dicas caseiras para fazer limpeza de pele



Eles incomodam e afetam muito a aparência. Os cravos geralmente aparecem mais no nariz, deixando a sensação de que o nariz está todo pintado com “pontinhos pretos”.

Espremê-los não é a solução pois dessa forma dificilmente você vai conseguir remover o cravo totalmente. Vai apenas deixar o nariz inchado e o cravo vai surgir novamente em breve.

O ideal é usar produtos específicos para tirar cravos, manter a pele sempre limpa e apostar em uma boa esfoliação. Mas se você também sofre com os pontinhos pretos no rosto (principalmente no nariz), saiba que existem algumas dicas caseiras ótimas para deixar a pele livre de cravos.

Como tirar cravos do nariz (e outras partes): truques caseiros

Cola branca escolar para tirar cravos

Pode parecer estranho, mas a boa e velha cola branca escolar pode ajudar a remove-los. Lave o rosto em água morna para abrir os poros. Passe uma camada de cola branca sobre a região onde estão os cravos e espere secar. Aplique mais uma camada, deixe secar novamente e então remova a máscara. Você vai ver que boa parte deles vão sair nela. Em seguida lave o rosto com água fria.

Esfoliação perfeita

A esfoliação é um dos melhores métodos para limpar profundamente a pele. Confira uma receitinha para remover as células mortas e impurezas da pele:

Misture uma colher (sopa) de açúcar e uma colher (sopa) de mel. Aplique no rosto e faça movimentos circulares por alguns minutos. Deixe a mistura na pele por 10 minutos e em seguida lave bem o rosto em água fria.

Máscara facial anti-acne

Misture uma clara, 5 gotas de limão e uma colher de mel. Lave o rosto com água morna e aplique a mistura, deixando agir por 10 minutos. Em seguida, lave o rosto com água fria.



Fonte: Super Dicas de Beleza

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Estudantes utilizam o jogo Minecraft para auxiliar no aprendizado


Com tantas distrações modernas dentro e fora de sala de aula, atrair a atenção dos alunos para o conteúdo escolar se tornou um desafio crescente para professores. Um projeto do Centro de Educação Nery Lacerda, escola particular de Sobradinho, no Distrito Federal, driblou essa concorrência usando o superpopular “Minecraft”, espécie de Lego virtual, para despertar o interesse de alunos do 6° e 7° anos nas aulas de História.

No ano passado, a iniciativa, que será discutida durante o encontro Educação 360, em setembro, foi uma das ganhadoras do desafio Criativos da Escola, projeto do Instituto Alana que recompensa ideias protagonizadas por estudantes e focadas na transformação da sua realidade.

— O protagonismo e o trabalho coletivo dos alunos são o grande destaque desse projeto. Tem muita gente estudando a educação e apontando novos caminhos, é um momento de mudança importante. Projetos como esse mostram que essa mudança também vem de dentro da escola — conta Carolina Pasquali, diretora de comunicação do Instituto Alana e coordenadora do Criativos da Escola, que está com inscrições abertas pelo site www.criativosdaescola.com.br. — O objetivo do Criativos é justamente saber o que está acontecendo nas escolas, divulgar esses projetos e conectá-los em rede.


'MUDOU A ESCOLA'

As notas baixas e o grande número de alunos dos 6° e 7° anos de recuperação em História motivaram o professor Jefferson Prado a partir para o diálogo com os estudantes. Foi assim que o “Minecraft” entrou em cena. Ou melhor, em sala.

— Fiz a provocação para saber como seria uma boa aula, e um dos alunos brincou que queria mesmo era jogar “Minecraft”. Outros estudantes compraram a ideia e se propuseram a provar que poderia funcionar. Eles passaram as férias viabilizando isso. O primeiro obstáculo foi a resistência do adulto de ver a criança como protagonista do conhecimento. O segundo, foi organizar. A gente coloca problema demais em tudo, para eles é muito simples. Para cada negativa minha ou da escola, eles tinham resposta — lembra Prado.

Durante o resto do ano letivo, os alunos do 6° ano ficaram responsáveis pela construção de parte da cidade de Roma, e os do 7° ano, pelos engenhos de cana de açúcar do século XVI. Ambos os grupos seguindo o conteúdo passado pelo professor em sala de aula. Os estudantes receberam tarefas como projetar os cenários, construí-los e reportar os avanços ao professor. A cada duas aulas teóricas, o conteúdo era tirado do papel e levado para o universo do game. Depois de um semestre, eles conseguiram zerar a lista de alunos em recuperação.

PUBLICIDADE

— O projeto é deles, eu só faço parte. Quando você confia no aluno e entrega parte da organização para ele, percebe que não precisa fazer tudo. Falar que ganhar o desafio da Criativos mudou a minha vida é pouco. Mudou a escola — diz o professor Prado. — Não sei quanto tempo o “Minecraft” vai durar em sala de aula, mas o que ficou do projeto foi a lição de ouvir para construir. O professor não é detentor do conhecimento, não tem nada que eu fale em sala que eles não encontrem on-line. Se eu quiser continuar em sala, preciso entrar na linguagem do aluno, sem preconceitos. O professor é um ser em eterna construção.

APRENDIZADO COM DIVERSÃO

Hugo Leonardo de Moraes Filho, de 13 anos, foi um dos alunos responsáveis pela construção de um engenho de cana de açúcar. Ele melhorou seu desempenho em História e, na medida em que a atividade era desenvolvida, ficou mais enturmado com os outros.

— Foi uma maneira mais divertida de aprender a matéria. Trabalhamos mais em grupo do que só com o professor explicando. Então, pudemos nos conhecer melhor. Tivemos que aprender e pesquisar muito sobre o conteúdo para conseguir colocar no jogo. As pesquisas e imagens fizeram a gente lembrar mais do conteúdo. E foi mais fácil fazer a prova — garante o estudante.




Fonte: O globo

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Como cuidar do seu pet idoso

A idade vai chegando e os cuidados devem ser cada vez maiores! Neste artigo você vai saber quais são os cuidados importantes com cães idosos.

Você sabe com quantos anos um cão é considerado idoso? Então continue lendo para saber.

Como saber se o cachorro é idoso?

Para saber se um cachorro já é considerado idoso, é importante ter um parâmetro e considerar algumas informações.

Quanto menor o cão, maior a expectativa de vida. Isto porque em cães de porte grande e gigante, o processo de envelhecimento começa mais cedo. Enquanto um cão de porte pequeno atinge o período geriátrico em torno dos 11 anos de idade, em um cão de porte gigante este mesmo período se inicia aos 7 anos.

Alguns sinais no cachorro também podem evidenciar sua idade avançada: pelos brancos, dificuldade em enxergar ou ouvir, não demonstrar tanto interesse mais em brincar ou correr e ter muito tártaro nos dentes.

Você também pode identificar na tabela abaixo a idade do seu cão para saber se ele já é idoso, comparando com a idade humana.

Principais problemas de saúde 


A idade vai chegando e com ela também os problemas de saúde. Assim como os humanos, os cães também sofrem com algumas doenças comuns:


  • Doença periodontal: é uma das mais comuns entre adultos e idosos e se não for tratada, pode levar a infecções graves, até perda dos dentes;
  • Obesidade: atinge grande parte dos cães, principalmente as raças Boxer, Bulldog, Pug, Golden, Labrador e Rottweiler, que são as que possuem tendência para a doença;
  • Artrite: diversas causas podem levar um cão a ter esta doença, e a obesidade é uma delas. Com o passar dos anos também os ossos ficam desgastados e não correspondem tanto mais;
  • Hipotireoidismo: é uma doença de certa forma comum e que deve ser diagnosticada e tratada rapidamente. Acomete muitas raças, mas dificilmente ocorre no Pastor Alemão e nos cães de raças misturadas, como o Vira Lata.
  • Câncer: assim como acontece com as pessoas, o aumento do tempo de vida acaba trazendo à tona algumas doenças que em jovens são menos frequentes, como câncer. A doença não tem cura. Mas a noticia boa é que para grande parte dos tumores benignos ou malignos (câncer) em cães, existe tratamento para minimizar os sintomas e levar um pouco de conforto ao animal.

Cuidados com alimentação

É nesta parte que é preciso mais cuidado. A alimentação pode afetar tudo no seu amigo de quatro patas, portanto, sempre siga as recomendações do veterinário.

Como os cães idosos são menos ativos, têm mais propensão para engordar. Sendo assim, recomenda-se oferecer uma ração específica para o cachorro idoso, com uma taxa maior de fibras. Por outro lado eles também podem entrar em emagrecimento para manter sua temperatura, por isso é recomendado uma ração exclusiva para cães idosos, pois elas possuem mais energia.

Problemas de magreza excessiva também podem ocorrer devido à diminuição do olfato, o que acarreta na perda do paladar.  Neste caso, deve-se oferecer alimentos bem saborosos, estimulando o animal a comer mais e com maior frequência também ofereça pequenas porções durante o dia, com mais frequência.

Oferecer alimentação natural é uma ótima ideia, pois são comidas mais saudáveis. Uma dieta natural para um cachorro idoso deverá fornecer uma extensa quantidade de nutrientes essenciais. Alimentos úmidos ou a ingestão de líquidos como a água favorece a micção, o que baixa o risco de cálculos e infecção urinária nesses cães. Para oferecer uma alimentação natural é preciso que ela seja bem balanceada, não é resto da nossa comida!

Conhecer seu amigo de quatro patas, reconhecer seus limites e dificuldades é essencial para proporcionar a ele uma vida tranquila, saudável e muito feliz.
Cuide muito bem de seu cão idoso e garanta momentos inesquecíveis a ele e a você.



Fonte : Blog Geração Pet

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Mercado de trabalho para área de Corte e Costura


Uma profissão muito antiga e ainda bastante valorizada é a da costureira. Registros mostram que, há mais de 30 mil anos, nossos antepassados já costuravam com agulhas de ossos e marfim e faziam as peças de couro que os ajudavam a sobreviver na pré história.

Com o passar dos tempos, as costureiras já foram encarregadas da alta costura das damas da sociedade, dos consertos e reparos e, hoje, desempenham um papel fundamental na indústria têxtil, sendo requisitadas em todas as etapas de fabricação de uma peça, desde o corte até o acabamento.

Porém, apesar da demanda constante, o mercado está carente de boas profissionais, com preparo técnico e especialização para atender as necessidades da indústria. Se você gosta do setor de corte e costura, aproveite para investir na sua carreira, pois o mercado está em busca de costureiras qualificadas.

Quais as funções de uma costureira?


É a profissional responsável por confeccionar as roupas conforme solicitação do figurinista ou designer de moda, além de fazer os moldes, realizar o acabamento das peças, fazer os recortes nos tecidos e também reparos em peças prontas, como reformas e ajustes.

Como é o mercado de trabalho?


As possibilidades de atuação são muito amplas para as costureiras. É possível atuar no setor industrial, confeccionando peças para grandes marcas, em ateliês de estilistas conceituados, ajudando a produzir as coleções, em lojas especializadas de vestidos de noiva e de festas, realizando ajustes e reparos nas peças e também confeccionando novas e também como autônoma, gerindo seu próprio ateliê e prestando serviço a diversas lojas de roupa e grifes, além de produzir peças sob encomenda.

Em todos os casos, o mercado possui muitas vagas em aberto, porém, para se destacar é necessário possuir experiência e qualificação. Quanto mais segmentada for a indústria em que irá atuar, por exemplo, melhor deve dominar as técnicas específicas para a produção de determinado item. Também é preciso estar atualizada sobre as tendências e técnicas e acompanhar o mundo da moda.

Hoje, no Brasil, a indústria têxtil tem aberto muitas vagas, sendo cerca de 250 mil novos postos por ano. Na região de São Paulo, 16 mil postos de trabalho estão abertos para costureiras porque as indústrias não encontram profissionais capacitados, de acordo com a Associação do Setor Têxtil do estado. Apenas 15% das profissionais registradas em carteira apresentam cursos de qualificação e treinamentos específicos, o que faz com que a mão de obra qualificada seja almejada pela maioria das empresas.


Qual o perfil profissional?


Antes de mais nada é preciso gostar do mercado da moda e ter habilidades manuais para o corte e costura. Além disso, é fundamental saber trabalhar com a máquina reta e as especiais, como a de acabamento. Também é preciso apresentar familiaridade com os tipos de tecido e caimento, acabamentos adequados para as peças, confecção de moldes e técnicas básicas para a confecção de peças industriais.

Outras características também são desejáveis como bom senso estético, criatividade, poder de observação, perfeccionismo, se ater a detalhes, boa comunicação, capricho com as peças e dedicação.

Quanto ganha uma costureira?


O salário irá depender muito do seu setor de atuação e da qualificação que possui. Além disso, a remuneração ainda poderá variar de acordo com o estado em que irá atuar, pois existem pisos diferentes para a categoria. Em São Paulo, o piso é de R$1220,00.

Mas este valor pode variar de acordo com a sua qualificação e da empresa para a qual trabalha podendo chegar a até R$3000,00, mais benefícios. Além disso, atuando como autônoma também é possível alcançar salários maiores, pois, os trabalhos podem variar de acordo com o que o cliente precisa (ajustes, moldes, confecções de peças, entre outros).

Como se qualificar para costureira?


Já deu para notar que, para se destacar no mercado, é preciso se qualificar, não é mesmo? Hoje é possível encontrar vários cursos profissionalizantes, até mesmo à distância, que irão lhe ajudar a conseguir boas vagas.

Neles, você irá aprender sobre os tecidos e seus caimentos, como fazer acabamentos finos manuais, os princípios de composição dos vestuários, como reconhecer e adequar cada tipo de silhueta, o risco e o corte, a confecção de moldes, as técnicas para usar a máquina reta, formas de tirar as medidas adequadamente, como fazer pregas, como manusear a máquina galoneira e a máquina de overloque, entre outras técnicas diretamente ligadas ao dia a dia da profissão.

O interessante é que, na maioria desses cursos, você terá noções de empreendedorismo, marketing e administração. Ferramentas



Fonte: Curso Profisiionalizante.org